O número de pessoas começando a comandar seus próprios negócios deu um salto de 17,3% nos quatro primeiros meses de 2021, comparando com os quatro últimos meses de 2020.

São várias razões que estão levando a essa mudança, como a chance de realização pessoal, melhor qualidade de vida, maiores ganhos financeiros e também o pessimismo em relação ao mercado de trabalho formal.

Um dos principais desafios na hora de começar a empreender é a falta de dinheiro para investir. Muitas pessoas acabam deixando de abrir um novo negócio por achar que não tem como fazer isso sem um bom capital inicial.

É verdade que ter algum dinheiro para aplicar no início do empreendimento torna as coisas bem menos difíceis, mas isso não significa que é impossível empreender saindo praticamente do zero. Nessa situação, o planejamento prévio e os primeiros passos se tornam ainda mais essenciais e decisivos para o negócio decolar.

Nesse texto trazemos algumas dicas para você aplicar e ver que empreender sem dinheiro é possível sim. Confira:

Tudo começa no plano de negócio

A partir do momento que você tem a ideia de negócio e decidiu colocar a mão na massa, a primeira coisa que você deve fazer é elaborar seu plano de negócio. Ele deve responder a várias questões relevantes, as mais básicas são:

  • Qual é o meu público-alvo?
  • Qual será o custo para fazer meu produto ou serviço?
  • Por qual preço final eu vou vender o produto ou serviço?
  • Qual é o meu objetivo com o negócio?

Outra medida muito importante é fazer uma análise do mercado em que você está prestes a entrar. Pegue seus concorrentes como referência para ver o que eles estão fazendo de certo e errado e como você pode oferecer algo diferente deles, que faça sua empresa se destacar no setor. Nessa fase podem surgir ideias valiosas baseadas nas descobertas que virão dessa análise da concorrência.

Encontre um parceiro que acredite na sua ideia

Alguém que acredite em você e esteja disposto a te apoiar no início do seu empreendimento pode fazer toda a diferença. Se tiver um amigo, familiar ou alguém de confiança em condições de te ajudar, você pode fazer um empréstimo, combinando bem a forma de pagamento, ou mesmo fazer uma sociedade, que também é uma saída bastante comum.

Com um sócio, vocês podem dividir o investimento inicial, ou ele pode entrar com o dinheiro enquanto você cuida da execução. Outra opção é encontrar um investidor anjo, que são empresários bem-sucedidos que podem aplicar dinheiro em uma empresa promissora que esteja no início da caminhada.

É possível encontrar investidores anjo em eventos de empreendedorismo, enviando seu projeto para redes de investidores desse segmento ou participando de concursos que oferecem essa oportunidade.

Se possível, mantenha seu emprego

É claro que empreender exige dedicação e tempo no novo negócio. Mas se você puder, não abandone seu emprego atual logo de início, pois isso pode dificultar ainda mais sua situação financeira. O melhor é esperar e ver como sua empresa vai se sair no começo, qual vai ser a demanda e se o negócio vai crescer.

Comece da sua casa

Muitos empreendedores de sucesso começaram de suas próprias casas. Graças à tecnologia, hoje isso é ainda mais fácil, já que é possível vender um produto ou serviço pelas redes sociais ou em sites e plataformas gratuitas. Além de evitar despesas com aluguel de um espaço e contas de água e energia, você tem a chance de alcançar um público ainda maior pela internet se tiver uma boa estratégia de marketing digital.

Não tenha medo de testar e refazer

Os primeiros meses são uma fase de experimentar e aprimorar seu produto ou serviço. Fique atento ao feedback dos clientes, são eles quem vão indicar o que funciona, o que precisa melhorar, quais são suas necessidades e quanto estão dispostos a pagar. É interessante fazer pesquisas de satisfação e usar os resultados para ajustar o seu negócio às expectativas do público.

Se prepare para crescer

À medida em que a empresa vai avançando, vai ser possível pensar com mais calma em estratégias de expansão. A criatividade pode superar a falta de um grande investimento, então tente pensar em novos produtos ou serviços inovadores, ideias para atrair novos clientes, parceiros e investidores. Se já estiver obtendo um bom lucro, pode ser a hora de contratar funcionários, para ter uma equipe e delegar tarefas.

Com criatividade e planejamento, você pode empreender com pouco dinheiro, desde que se organize, acredite na sua ideia e trabalhe duro. É claro que não é fácil, mas com dedicação é possível realizar seu objetivo de viver do próprio negócio. 

E a contabilidade?

As informações acima são altamente valiosas para pessoas que buscam empreender, e você também pode usar esses conhecimentos para aprimorar seu atendimento como contador.

Prestar serviços de contabilidade para empreendedores iniciantes pode ser uma forma muito boa de ajudar a escalar o negócio, além de ser possível aplicar os conhecimentos em consultoria contábil, por exemplo.

E não deixe de contar com parceiros que facilitem a sua rotina. Os sistemas contábeis oferecidos pela RTA podem ajudar você a se organizar melhor e prestar seus serviços com muito mais qualidade!

Faça um teste grátis de 15 dias!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.